Saúde Bucal |

8

novembro

2013

Alimentos que Combatem a Cárie

Categorias:

Alimentos que Combatem a Cárie

1Não é nada agradável  ter que se privar de coisas gostosas como biscoitos e doces. Mas quando se trata da cárie, nossas escolhas em matéria de comida têm um papel muito importante. Há alimentos que fazem mal aos dentes, enquanto outros possuem nutrientes essenciais que os conservam fortes e saudáveis. Para combater a cárie, dê preferência aos seguintes alimentos:

Cálcio

cálcio é um ingrediente nobre na prevenção da cárie, principalmente para crianças em fase de crescimento. Uma grande fonte de cálcio são o leite e seus derivados, como iogurte e queijo, e ele não fica depositado na gordura do alimento, o que faz do leite desnatado e do iogurte light ótimas opções. Outras opções são verduras verdes, como brócolis e couve chinesa, peixe, amêndoa, castanha-do-pará e feijão.

Frutas, Fibras e Hortaliças.

A ingestão de alimentos ricos em fibras aumenta o fluxo de saliva, o que por sua vez aumenta a produção de defesas minerais que combatem a cárie. Grandes fontes de fibra são as frutas secas, como damasco, uva passa e figo, e as frutas frescas, como banana, maçã e laranja. Outras opções são leguminosas e verduras, como feijão, couve de bruxelas, ervilha, amendoim, amêndoa e farelo de trigo.

Grãos Integrais

São ricos em vitamina B e ferro, importantes para a saúde da gengiva. Os grãos integrais também possuem magnésio, um ingrediente muito importante para os ossos e dentes, fora o fato de serem muito ricos em fibra. Farelo de trigo, arroz integral e cereais integrais e massas feitas com cereal integral são excelentes fontes de grãos integrais.

Doces

Quando dá aquela vontade de comer, pense em alimentos saudáveis, como os mencionados acima. Tente afastar-se dos doces, porque o açúcar se associa à placa e enfraquece o esmalte do dente, deixando-o mais vulnerável à formação de cáries. Na verdade, toda vez que comemos alguma coisa doce, nossos dentes passam os 20 minutos seguintes sob estado de sítio (em perigo).

Fonte: http://www.oralb.com

DimasDr. José Dimas Rennó

Cirurgião-dentista formado pela Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Juiz de Fora – MG.

 

1

novembro

2013

Saúde Bucal – 01/11/2013

Categorias:

Problemas do chupar o dedo:

1Chupar o dedo leva a alterações da arcada dentária (mordida normal, figura 1) da criança como mordida aberta (figura 2), cruzada (figura 3) ou profunda, dependendo da posição em que o dedo é levado à boca, da força durante a sucção, ou da posição da mandíbula durante a sucção.

Essas alterações podem levar a criança a respirar pela boca, pois deixam a musculatura oral flácida. Crianças com respiração oral podem apresentar roncos ou baba enquanto dormem, irritabilidade, cansaço fácil em atividades físicas, bruxismo, alterações da postura, respiração e mastigação ruidosas, hiperatividade ou sonolência e dificuldade de aprendizagem (troca sons na hora de falar).

DimasDr. José Dimas Rennó

Cirurgião-dentista formado pela Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Juiz de Fora – MG.

 

11

outubro

2013

Saúde Bucal – 11/10/13

Categorias:

Problemas odontológicos podem interferir no rendimento escolar

1Além de manter a saúde bucal, esse hábito evita um problema até então inesperado para grande parte: a queda no rendimento escolar. Cáries, respiração pela boca e mordida cruzada podem sim interferir diretamente na vida estudantil.

 

As dores causadas pelas cáries desconcentram o estudante, além de atrapalhar a correta mastigação dos alimentos, o que prejudica a absorção integral dos nutrientes pelo organismo e, assim, gera fadiga.

 

Já o ato de respirar pela boca provoca não apenas a secura dos lábios, dentes e gengiva como também a sensibilidade dentária e o desenvolvimento de infecções, já que a tendência é de a gengiva desenvolver inflamações – devido ao ressecamento ocorrem micro fissuras na gengiva que propiciam a entrada de bactérias e microrganismos nocivos. Além desses aspectos odontológicos, respirar pela boca causa cansaço no estudante, pois há uma queda na oxigenação do cérebro e, consequentemente, o aluno vai sofrer com desconcentração.

 

Por fim, a mordida cruzada é quando a arcada superior se projeta para dentro e a inferior para fora – desgasta os dentes e pode até ocasionar disfunções da ATM, resultando em dores na mandíbula, dores de cabeça desvio na face. Com a irritação proveniente das constantes dores, o aluno certamente ficará irritado, atrapalhando o aprendizado.

 

Nota-se assim o quanto é importante manter a saúde bucal, já que fatores considerados apenas como problemas odontológicos acabam por interferir no bem estar do indivíduo e, deste modo, em tarefas do cotidiano, como o estudo.

 

Além de passar por um check-up odontológico, o acompanhamento frequente por um profissional desde a mais tenra idade será a melhor maneira de planejar tratamentos simples que evitam, mais tarde, atitudes mais drásticas como cirurgias ortognaticas, procedimentos necessários em caso de queixos proeminentes ou reclusos (deformidade da face), maxilares desiguais, entre outras ocorrências que prejudicam a funcionalidade da mordida, a estética facial e a autoestima. 

Fonte: http://www.guarulhosweb.com.br

DimasDr. José Dimas Rennó

Cirurgião-dentista formado pela Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Juiz de Fora – MG.

4

outubro

2013

Saúde Bucal – 04/10/13

Categorias:

Como Evitar o Desenvolvimento da Cárie

 

1A cárie é fruto de um processo que envolve perda e substituição de sais minerais do dente com o passar do tempo, em resposta aos ataques ácidos diários que ele sofre pela ingestão de alimentos. A formação da cárie pode ser evitada com a ajuda do dentista: basta seguir sua orientação e alimentar-se corretamente, nos horários certos, evitando comer entre as refeições principais.

Escovar os dentes com pasta à base de flúor pelo menos três vezes ao dia é uma medida essencial para equilibrar a guerra que se trava na superfície do dente e combater o processo de deterioração que resulta na cárie.

2O que é a Cárie?

A formação da cárie envolve dois fatores principais:

• Alimentação e

• Bactérias presentes na placa

 

As bactérias interagem com os alimentos ingeridos e produzem resíduos na forma de ácidos que provocam a decomposição, ou desmineralização, de áreas situadas abaixo da superfície do dente. Essa deterioração da superfície do dente é a cárie.

 

Alimentação

Para evitar a cárie, evite o consumo de doces, alimentos que grudam nos dentes e bebidas doces entre as refeições. Quando a criança dorme tomando mamadeira ou fica sempre de dia com uma mamadeira na mão, tanto de leite quanto de suco de fruta etc., sua boca se torna um campo propício para a produção de ácidos pelas bactérias e as cáries começam rapidamente a se formar. É o que chamamos de “cárie de mamadeira”.

 

Bactérias Presentes na Placa

A placa bacteriana que se forma sobre os dentes deve ser removida por meio de escovação pelo menos duas vezes ao dia e uso de fio dental uma vez por dia. Normalmente, dentes limpos permanecem saudáveis.

 

Maneiras de Evitar a Formação de Cáries:

Selantes: As ranhuras e depressões de alguns dentes, como os molares, podem favorecer o surgimento de cáries, principalmente quando muito profundas. Uma maneira de evitar que o processo se instale é revestir essas áreas mais propícias com um material plástico chamado selante. Ao endurecer, ele age como barreira, protegendo a superfície do dente da placa e dos ácidos.

 

Suplementos à base de Flúor: O flúor também desempenha um papel importante na prevenção da cárie. A adição desse elemento à água, à fórmula do antisséptico bucal ou a pasta de dente usados na limpeza rotineira diária dos dentes aumenta a proteção contra cáries e bactérias.

Fonte: http://www.oralb.com

DimasDr. José Dimas Rennó

Cirurgião-dentista formado pela Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Juiz de Fora – MG.

 

27

setembro

2013

Saúde Bucal – 27/09/13

Categorias:

Perguntas e respostas comuns para as famílias:

A amamentação no peito é melhor do que a mamadeira na prevenção de cáries na infância?    
Muitos especialistas recomendam amamentar no peito em vez de utilizar mamadeiras, para a saúde geral da sua criança. Porém, amamentar no peito pode levar a formação de cáries na infância da mesma forma que a amamentação por mamadeira, por isso é necessário a higiene oral da criança.

Para prevenir as primeiras cáries:

·         Evite alimentação durante a noite, tal como trazer a criança para a sua cama e permitir que ela se amamente à vontade. O leite pode “permanecer” na boca da criança e causar a formação continua de ácido ao longo da noite. Este ácido leva à formação de cárie.

·         Evite deixar a criança passear com uma mamadeira.

·         É recomendado que você encoraje sua criança a beber o leite em um copo já no seu primeiro aniversário.

 

O   que acontecesse se a criança chupar o dedo polegar?
Chupar o polegar é normal em crianças; a maioria para por si próprias até os 2 anos de idade.

·         Se sua criança chupa o polegar e tem mais de 2 anos de idade, tente desencorajá-la até completar 4 anos.

·         Chupar o dedo além da idade de 4 anos pode levar ao problemas de dentes tortos, apinhamento e/ou de mordida.

 

1E se a criança usar a chupeta?   
A chupeta pode ser usada até os 2 anos, mas em momentos certos como hora de dormir, para acalmar a criança. Evite que a criança fique o tempo todo com a chupeta, pois isso pode prejudicar o seu desenvolvimento e também a hora em que deve largar a chupeta. Não se deve colocar açúcar, mel, ou líquidos adoçados o que pode causar cárie e não amarre panos na chupeta (pois o peso do pano pode aumentar o problema na posição dos dentes).

 

2Qual é o melhor método para escovar os dentes de uma criança pequena? 
Use uma escova pequena e com cerdas macias. Faça movimentos circulares ou movimentos ondulados em todas as superfícies dos dentes, particularmente onde o dente encontra a gengiva. Quando sua criança aprender a cuspir, use uma pequena quantidade de creme dental com flúor do tamanho de uma ervilha na escova.

http://www.colgate.com.br/app/CP/BR/OC/Information/Popular-Topics/Oral-Care-for-Children.cvsp

DimasDr. José Dimas Rennó

Cirurgião-dentista formado pela Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Juiz de Fora – MG.